sexta-feira, 10 de julho de 2020

Arquivos Turma da Mônica N°851 - Livro "As Melhores Piadas do Roque Sambeiro"

Há algum tempo postei sobre como foram de um modo geral os livros "As Melhores Piadas" e "As Grandes Piadas" publicados pela Editora Abril e Globo, respectivamente. Agora vou fazer série de postagens falando de cada livro individualmente, agrupando por personagens e mostrando muitas tirinhas contidas em cada livro. Então, nesse post faço resenha de como foi "As Melhores Piadas de Roque Sambeiro".

A coleção "As melhores Piadas" era para ter 6 edições e resolveram prolongar tornando-se um título fixo mensal e para dar continuidade à coleção foi lançada essa sobre "Roque Sambeiro".Esse livro foi lançado nas bancas em janeiro de 1986, foi a edição "Nº 7" da coleção aproveitando o sucesso da novela "Roque Santeiro" da Rede Globo de Televisão que estreou há 35 anos, em 24 de junho de 1985 e que ainda estava no ar na TV no início de 1986. Foi primeira vez que a MSP parodiou novelas, antes era só paródias de filmes e séries de TV em histórias ou no máximo personagens assistindo novelas na TV. As vezes até tinha histórias de teatrinhos, mas não interpretando personagens de novelas atuais até então. 

Teve formato lombada 10,5 X 17,5 cm, 84 páginas e miolo em papel jornal. A capa que foi apenas cartonada sem ser plastificada como as 6 edições anteriores. Da "Nº 7" até a "Nº 10" foram apenas capas cartonadas e depois voltaram a ser plastificadas. A capa também foi diferente,  sem mostrar uma tirinha como nas outras edições desse título, apenas uma ilustração com Mônica, Cascão e Cebolinha caracterizados como os personagens da novela. Abre com frontispício com Mônica e Cebolinha apresentando a edição.
Em seguida vem as tirinhas, foram 79 tirinhas no total, uma por página em formato vertical e em preto e branco. O que se tornou diferente que foram tiras inéditas produzidas especialmente para essa edição, as outras dessa coleção foram republicações de tirinhas de jornais dos anos anteriores. As tiras dessas edição não foram republicadas depois em gibis, diferente dos outros números dos personagens da Turma da Mônica e do Chico Bento da coleção que eram republicadas nas tirinhas finais de gibis.

Para ter uma ideia do universo, a novela"Roque Santeiro" foi um fenômeno na época. Estrelada por José Wilker (Roque Santeiro), Lima Duarte (Sinhozinho Malta) e Regina Duarte (Viúva Porcina), contava a  história de Roque Santeiro que voltava à cidade de Asa Branca 17 anos depois de ter dado como morte pelo bandido Navalhada para se vingar das autoridades locais e tinha que preservar sua identidade sem revelar ao povo que era o Roque. E ainda teve triângulo amoroso de Viúva Porcina com  Roque Santeiro e Sinhozinho Malta quando ela conhece o Roque.

A MSP aproveitando a onda, fez esse título com tirinhas com piadas parodiando a novela. Com isso, as tirinhas têm como base os personagens brincando de novela, interpretando os personagens principais da novela. Além de fazerem piadas com as características dos personagens e cenas importantes que aconteceram na novela, a turma também comenta sobre cenas dos capítulos da novela e fazem também crítica aos formatos de novelas com muita violência, tristezas, sexualidade. E tem algumas tirinhas também com piadas sobre televisão no geral.

Nas tirinhas tiveram toda uma trajetória como eles tendo a ideia de brincarem de novela "Roque Sambeiro", ver quem vai fazer qual personagem da novela,  fazer teste de elenco para incluírem outros personagens da novela, mostrando eles brincando interpretando as cenas das novelas até eles se cansarem e desistirem da brincadeira. Cada momento com piadas curtas em cada página e tudo com  mito bom humor.

Os personagens da turminha ficaram vestidos com suas roupas normais, sem eles ficarem caracterizados como os personagens da novela, com exceção da capa e frontispício, afinal eles estavam apenas brincando de quadrinovela. Os nomes dos personagens da novela foram parodiados. Como personagens principais, Mônica se tornou a "Viúva Mônica Porfina" (Viúva Porcina), Cebolinha como "Sinhozinho Balta Cebolinha" (Sinhozinho Malta), Cascão como "Roque Sambeiro" (Roque Santeiro), e Magali como "Matilda, dona de hotel e boate" (Matilde).

Procuraram colocar as principais cenas e momentos da novelas, inclusive bordões como "Tô certo ou tô errado" do Sinhozinho Malta e descobrir quem era o lobisomem que atacava as mulheres em noite de Lua Cheia. Algumas piadas para serem entendidas hoje tem que ter visto a novela ou pelo menos saber a sinopse da novela. Tipo, para entender a piada do Anjinho ficar convencido que tem asa branca, tinha que saber que foi trocadilho com a cidade Asa Branca, ambientada na novela.

Mesmo interpretando personagens da novela, não perderam a essência das características da Turma da Mônica, fazem piada com cheiro do Cascão, Cebolinha provocando Mônica, fome da Magali, mas tudo bem encaixado com o enredo da novela, isso foi bem criativo. Nomes de atores de novelas também foram parodiados como "Regina Buarte" (Regina Duarte), "Claudia Arraia" (Claudia Raia) e" Derly Gonçalves" (Dercy Gonçalves).

Durante a edição foram inseridos outros personagens da novela e, assim, tiveram presença de Chico Bento como "Zeca das Medalhas" (Zé das Medalhas), Bidu como "Lulu" (Lulu), Maria Cebolinha como "Vânia" (Tânia) , Louco como "Balu" (Beato Salu) e Franjinha como diretor da novela. Teve participação também do Titi (com trocadilho do nome dele com o da novela "Ti Ti Ti" que estava no ar na época), Humberto (que não podia fazer o papel do "Padre Nipólito" (Padre Hipólito) porque o padre estava enxergando e  falando tudo na novela), além de Anjinho, Xaveco e Penadinho. Achei legal o crossover da turminha com o Chico Bento e, inclusive ver Chico Bento com Bidu juntos e Chico Bento e Humberto juntos conversando com linguagens de sinais em libras dos mudos em uma mesma tirinha.

Teve também 3 páginas com tirinhas feitas por sugestões de leitores imaginando o que poderia acontecer na novela e como seria o final dela. Nessas páginas os personagens da turminha ficam caracterizados como os personagens da novela e uma página foi toda desenhada pela leitora, Umas piadas bem interessantes são que achei foram as envolvendo críticas da novela, a turminha achando um enredo muito complicado e depois ficou muita violenta, triângulos amorosos., muito sexo e que andava pesada para crianças assistirem.

Curiosamente, as primeiras tiras com um estilo de traços mais simples e estilo mais livre e depois com os traços acostumados de 1985. As tiras também não foram completamente mostradas na ordem produzidas, tiveram algumas fora de ordem. Isso achei uma desvantagem, podiam ter seguido tudo na sequência que produziram. Podiam também terem colocado alguém fazendo o papel do prefeito Frô (que parodiaram como"Clô"), já que foi bem citado no livro.

Hoje seria completamente impublicável um livro assim, os personagens não ficam vendo novelas nas histórias por não serem consideradas programa para crianças, ainda mais novela mostrando violência, assassinatos, sexualidade, etc, e ver os personagens interpretando e envolvido com essas coisas da novela é bem inusitado e sem chance mesmo. Atualmente fazem no máximo paródias de filmes no título "Clássicos do Cinema", de preferência envolvendo super-heróis e , ficção científica e fantasias para não ser tão pesado para as crianças.

Como podem ver, foi um livro bem criativo e raro, sem dúvida o mais diferente da coleção "As Melhores Piadas". Conseguiram adaptar bem o universo principal da novela Roque Santeiro com o da Turma da Mônica com muito bom humor.  Como a gente não vê mais isso de personagens parodiando novela violenta e com sensualidade nos gibis, "As Melhores Piadas de Roque Sambeiro" se torna mais especial ainda, podiam até ter feito de outras novelas da época. Vale a pena ter essa edição na coleção.

Charges/Cartuns! ★ N°96130

Charges/Cartuns! ★ N°96129

Charges/Cartuns! ★ N°96128

Charges/Cartuns! ★ N°96127

Charges/Cartuns! ★ N°96126

Charges/Cartuns! ★ N°96125

Charges/Cartuns! ★ N°96124

Charges/Cartuns! ★ N°96123

Charges/Cartuns! ★ N°96122

Charges/Cartuns! ★ N°96121

Charges/Cartuns! ★ N°96120

Charges/Cartuns! ★ N°96119

Charges/Cartuns! ★ N°96118

Charges/Cartuns! ★ N°96117

Charges/Cartuns! ★ N°96116

Charges/Cartuns! ★ N°96115

Charges/Cartuns! ★ N°96114

Charges/Cartuns! ★ N°96113

Charges/Cartuns! ★ N°96112

Charges/Cartuns! ★ N°96111


Charges/Cartuns! ★ N°96110

Charges/Cartuns! ★ N°96109

Charges/Cartuns! ★ N°96108

Charges/Cartuns! ★ N°96107

Charges/Cartuns! ★ N°96106

Charges/Cartuns! ★ N°96105

Charges/Cartuns! ★ N°96104

Charges/Cartuns! ★ N°96103

Charges/Cartuns! ★ N°96102

Charges/Cartuns! ★ N°96101

Charges/Cartuns! ★ ESPECIAL N°96.100

Charges/Cartuns! ★ N°96099

Charges/Cartuns! ★ N°96098

Charges/Cartuns! ★ N°96097

Charges/Cartuns! ★ N°96096

Charges/Cartuns! ★ N°96095

Charges/Cartuns! ★ N°96094

Charges/Cartuns! ★ N°96093

Charges/Cartuns! ★ N°96092

Charges/Cartuns! ★ N°96091

Charges/Cartuns! ★ N°96090

Charges/Cartuns! ★ N°96089