segunda-feira, 29 de abril de 2013

Arquivos TM N°6 : Cascão 50 Anos - Mudanças nas HQs!

"Eu já tinha feito um comentário aqui sobre a minha opinião da edição "Cascão 50 Anos". Só que eu ainda não tinha lido ainda na ocasião, foram comentários gerais, como eu conhecia a maioria das histórias, achava que eu podia comentar. Eu nem iria mais falar sobre essa edição, mas quando eu estava lendo, vi várias mudanças que eles fizeram em relação às histórias originais. Se fosse em apenas uma história tudo bem, mas foram em 4 histórias. É tanto absurdo que mudaram que eu resolvi falar desses absurdos do livro.

A pior mudança foi na história "Lava o prato, Lava" (CC # 55 - Ed. Abril, 1984). Essa é revoltante. Na trama, Cascão e Cebolinha estavam almoçando e a mãe do Cascão informa que a empregada não foi trabalhar e eles tinham que lavar a louça. Na hora que o Cebolinha fala que o Cascão não quer lavar a louça, a mãe do cascão fala ele que é um bom menino e que nunca se recusaria a ajudá-la. Aí vem o absurdo da mudança. 

Na revista original, ela mostra o chinelo para dizer que o Cascão apanharia se ele ousasse não lavar a louça, e agora em "Cascão 50 Anos" simplesmente redesenharam a cena, tirando o chinelo da mão dela e colocaram no lugar ela apontando o dedo dizendo que ele ficaria uma semana sem jogar videogame. Na outra cena, a mesma coisa: quando o cascão fala que nada vai fazer com que ele mexe na água, eles tiraram ela mostrando o chinelo, redesenhando apenas ela apontando o dedo. como assim?
Imagem original, tirada do Almanacão de Férias nº 12 (Ed. Globo, 1992)
Imagem tirada de "Cascão 50 Anos"
A MSP só apoia agora o politicamente correto, hoje seria inadmissível ter nas histórias crianças apanhando dos pais e ainda mais de chinelo, já que eles não apoiam violência. Isso é até falado na Coleção Histórica. Tem até uma capa do Pelezinho que ele aparece apanhando da mãe na bunda e eles falaram nos comentários q hoje nunca sairia uma capa igual a aquela. Até aceito nas histórias inéditas, mas mudar radicalmente a história em um almanaque é ridículo. E ainda mais em uma edição especial como essa.

Comparando a diferença nas imagens, ficou sem graça a cena da história mudada desse jeito. Eu adoro essa história, é até a melhor dentre as da Editora Abril desse livro, só que republicada desse jeito perdeu o sentido da história. O que é engraçado na cena é ver a mãe mostrando o chinelo para o Cascão, informando que ele vai apanhar se não lavar a louça. É o ponto forte da história e aí mudam do nada. Como os pais não podem bater nos filhos, a MSP vai e mudam o castigo dele de só ficar uma semana sem videogame. Na verdade, o Cascão que eu conheço não se sujeitaria a lavar louça para não ficar sem videogame. Ele nem é fã de jogos eletrônicos, gosta mesmo de futebol e de brinquedos velhos. 

E além disso ainda fico me perguntando: será que faz mal dar umas palmadinhas nas crianças quando elas desobedecem aos pais? É certo não bater quando elas fazem malcriação? É uma discussão séria. Independente disso, se é para mudarem que não republicassem então. Nesse "Cascão 50 Anos", das histórias da Abril só tem histórias de 1984, então se a história tem cena politicamente incorreta, podiam ter colocado outra história no lugar, de preferência de outro ano fora 1984, histórias boas iguais a essa que não faltam.  
Imagem original, tirada do Almanacão de Férias nº12 (Ed. Globo, 1992)
Imagem tirada de "Cascão 50 Anos"
Outra modificação que o livro teve foi na história "O segredo do Cascão" (CC # 60 - Ed. Abril, 1984). Nela, Cebolinha vai á casa do Cascão já que fica intrigado porque o Cascão não foi mais brincar com ele. Lá, cebolinha vê Cascão saindo escondido, resolve segui-lo até uma gruta subterrânea e descobre que ele se encontra com uma namorada secretamente. O que foi mudado na história, foi o pensamento do Cebolinha. Na revista original, ele pensava errado, e na republicação agora colocaram ele pensando certo. Na época ele trocava o "R" pelo "L" até quando pensava. Nos últimos anos, a MSP coloca ele falando certo quando pensa. É que quem tem dislalia como o Cebolinha pensa falando certo e não querem ensinar errado. Então agora toda vez que republicam histórias antigas do Cebolinha falando errado quando está pensando, eles mudam o balão.

Recentemente mesmo trocaram no Almanaque da Mônica nº 33 (Ed. Panini, 2012) na história "Deixe eu ler o seu pensamento?" (MN #32 - Ed. Globo, 1989). Na hora que ele pensa "xi... além de baixinha, 'golducha' e dentuça, a mônica tá 'pilada', também", na revista original de 1989 ele pensa trocando as letras e na republicação da Panini trocaram o texto com ele falando certo. Até nas Tiras Clássicas e nos pockets L&PM eles fazem isso.  Acho uma bobagem isso. O que custava preservar o texto original pelo menos agora em "Cascão 50 Anos"? Ainda mais que nessa história o Cebolinha fica a maior parte pensando. Só na Coleção Histórica que não mudam isso, mas sempre deixando claro nos comentários que nas histórias atuais ele pensa sem trocar as letras. Lamentável.
Imagem original, tirada do Almanaque do Cascão nº 24 (Globo, 1993)
Imagem tirada de "Cascão 50 Anos"
Na história "Reflexo Rápido" (CC# 81 - Ed. Globo, 1990) também houve mudança. Na parte que o garoto brincando de caubói estava com uma arma de brinquedo, eles mudaram ele segurando uma squeeze d'água em vez da arma. Ridículo. É que porque nas histórias atuais, os personagens, em hipótese nenhuma, não usam arma de fogo e nem as de brinquedo são permitidas. E aí nas republicações é tudo modificado e adaptado para os novos padrões do politicamente correto. E, claro, que por causa não teremos mais histórias inéditas e nem republicadas deles brincando de bangue-bangue ou situadas no velho oeste. Lamentável. 
Imagem original de Cascão nº 81 (Ed. Globo, 1990)
Imagem tirada de "Cascão 50 Anos"
E a outra mudança  foi na história "Gibis, pra que te quero" (CC# 78 - Ed. Globo, 1990). Nela, Cascão queria comprar uma bola nova, mas como os pais estavam sem dinheiro, resolve vender seus gibis velhos. Quando o cascão xinga "Droga!" na edição de 1990, eles mudaram agora pra "Puxa!". Mudou muito o sentido. Quando ele fala "Droga!" dá sentido de raiva que os pais não lhe deram dinheiro, e quando fala "Puxa!" dá um tom de lamentação. Além disso, não vejo problema de omitirem a palavra "Droga!", não vi nada demais. Não gostei!

E outra alteração menos importante diante disso tudo, mas para registrar que teve, aconteceu nessa mesma história. Na hora que uma menina pergunta qual o preço dos gibis, eles mudaram de 2 cruzados na original para 2 reais agora. Nas republicações antigas, eles não mudavam preço, mantinham cruzeiro, cruzado, e pelo jeito mudam nas republicações. Antigamente, só mudavam algumas vezes referências a anos, e, mesmo assim, mais nas histórias de Ano Novo, e agora mudam tudo sem mais nem menos.
Imagem original de Cascão nº 78 (Ed. Globo, 1990)
Imagem tirada de "Cascão 50 Anos"
Todas essas modificações acontecem também nos almanaques convencionais,e andam muito frequente isso, já que estão colocando histórias mais antigas. Será que vale a pena republicarem histórias antigas com todas essas adaptações. Eu acho que seria melhor então saber escolher melhor as histórias. Se a história não é politicamente correta para os padrões hoje que não republiquem e deixe apenas na Coleção Histórica. A história "Lava o prato, Lava" foi o pior caso que vi até agora.

Para finalizar a postagem, só constar que erraram na apresentação de capas que o Almanaque do Cascão nº 1 da Globo foi de março/1988. Na verdade o correto foi de março/1987. E de todas as histórias do livro, confirmo que a melhor história da edição foi mesmo a "Final Infeliz" (CC #83 - Ed. Globo, 1990). Originalmente não foi de abertura e curiosamente nem fala de banho, sujeira e afins. Nela, Cascão conta o final dos filmes e seriados para o Cebolinha e ele fica furioso. Sempre dou gargalhadas quando releio essa história. Muito legal. No geral, juntando com os comentários que eu já tinha feitoaqui e todas essas mudanças que fizeram, "Cascão 50 Anos" foi uma decepção. "Bidu 50 Anos" o melhor até agora.

Ah, lembrando que as imagens da Editora Abril na postagem eu tirei dos almanaques da Editora Globo em que as histórias foram republicadas porque eu não tenho os originais da Ed. Abril, mas com certeza foram assim que foram publicadas, já que os almanaques da Globo seguiam fielmente o conteúdo das histórias, diferente os da Panini."
painelarquivosTM2.png (617×185)
Créditos; Marcos Alves 

Charge N°27720!

Charge N°27719!

Tiras N°4499 : XAXADO - Antonio Cedraz!


Edição anterior; Tiras N°4496 : XAXADO - Antonio Cedraz!
Hoje, dia 29/ de abril, é o DIA DA JUVENTUDE OPERÁRIA CATÓLICA

Charge N°27718!

Charge N°27717!

Ria...Se Puder N°3857!

Charge N°27716!

Charge N°27715!

Revista : Época N°779 - Nas bancas!

Edição 779 29/04/2013
http://2.bp.blogspot.com/-dzGtE6-t1vI/TorolkhPo3I/AAAAAAAAwjI/hU7kJcD54dI/s1600/logonovo%25C3%25A9poca.png

capaBostonFinal.jpg (763×1005)

Charge N°27714!

Charge N°27713!

HQs : Horácio N°351 - Mauricio de Sousa!

Charge N°27712!

Charge N°27711!

Tiras N°4498 : Turma da Mônica - Mauricio de Sousa!

Charge N°27710!

Charge N°27709!

Animação do DIA : Cotidiano - Ponto 3G!

Charge N°27708!

Charge N°27707!

Tiras N°4497 : Tirinhas do Zé - José James!

Charge N°27706!

Charge N°27705!